O Arranca Corações

(…) Hence it is naturally better if one hears music that draws one up higher than one is by nature. We are mostly pretty physical sacks, are we not – all of us? Most of us spend most of our time on feeding ourselves, taking care of clothing and shelter, copulating and sleeping: primarily satisfying physical desires, then. Now and again one reminds oneself: “We are spirits, and spirits should be connected with the superhuman, with the Cosmos, with God. “ Much music also serves for that! But such music is very rare today, extremely rare.  Most music is just physical, and speaks to centers in us that belong more to the animal than to the superhuman (I mean here by “superhuman” what we are as spirits, when we are freed from flesh and bones).
That is what should be the most important thing now: that each person should be gradually become conscious enough to say: “I choose that within myself which come to vibration through music.” (…)

―  Karlheinz Stockhausen, Source Interview I: Gespräch mit holländischem Kusntkreis, Kürten, June 2, 1973, in Karlheinz Stockhausen, Texte zur Musik 1970-1977, vol. 4, Cologne, DuMont, 1978.

AC-400x400

A primeira emissão d’ O Arranca Corações – designação obviamente usurpada ao escritor francês Boris Vian – foi transmitida no dia 23 de Setembro de 2012. Integrado na grelha de programação da Rádio NFM desde essa altura, este programa de autor tem mantido de forma ininterrupta a sua periodicidade e horário de transmissão, tendo acompanhado a transformação desta estrutura na Golo FM – um projecto materializado em finais de 2016.
Alicerçado na interrogação de um outro radialista, o britânico John Peel, – “para quê fazer mais do mesmo?”, os primeiros quatro anos de actividade focalizaram-se essencialmente no contexto da música exploratória nacional. O ano de 2017 assistiu à implementação de uma nova estratégia. Pela porta onde anteriormente entravam cem agora apenas cabem cinco. Para os eventuais interessados encontra-se disponibilizado um arquivo que congrega cerca de duzentas emissões subordinadas à Música Experimental Portuguesa.
Actualmente, o enfoque do programa incide na criação de paisagens sonoras conceptualizadas a partir da obra de aclamados criadores internacionais. Sempre à margem do cinzentismo mainstream. Continua, no entanto, a não ser descurada a realização de entrevistas a artistas nacionais e estrangeiros de reconhecido mérito.
Antecipando-se à implementação das vápidas (e totalitaristas) quotas de Género, O Arranca Corações também possui uma nova rubrica mensal – “Musica Femina”.
O lema, esse, é o mesmo de sempre: “Fazei como de vossa vontade, deverá ser o todo da Lei!
Pel’Arranca Corações já passaram Pierre – Luc Vaillancourt (realizador canadiano), a dupla de realizadores, Clara Pais & Daniel Fawcett (The Underground Film Studio), Alina Bako (escritora romena), Ana Carvalho (artista intermédia) Jonathan Uliel Saldanha (produtor e compositor), Catarina Miranda (artista cujo trabalho intercepta dança, performance, cenografia e luz), Rui Torres (prof. Univ. e poeta, administrador do POeX – Arquivo Digital da Poesia Experimental Portuguesa), Miguel Carneiro (Oficina Arara), Gilberto de Lascariz (escritor e esoterista), Mónica Ovaia & André Mendes (Amplificasom), Filipe Silva (aka HystericalOneManOrchestra e um dos membros fundadores do colectivo SOOPA), Rita BragaPedro Augusto (Ghuna X e Live LowSimon Huw Jones (vocalista dos And Also the Trees, banda pós-punk britânica, fundada em Worcestershire, no ano de 1979) e Ivan Novak (membro fundador dos Laibach e do NSK, colectivo artístico esloveno), Florian Hecker (músico alemão), Robin Mackay (filósofo, director da Urbanomic, uma editora e organização artística britânica. Editor de Collapse: Journal of Philosophical Research and Development), Johan Aernus e André Guerra (ambos elementos da banda Karnnos), Didi Kern, Tomáš Procházka, e Petr Vrba (elementos da banda austro-checa Poisonous Frequencies), Hugo CarvalhaisHolger Lund (o mentor da editora discográfica Global Pop First WaveRichard H. Kirk (Cabaret Voltaire), Nigel Ayers (Nocturnal Emissions), entre muitos outros.

tumblr_nptsp8sl8x1rtynt1o1_1280

Johannes Tauler, “Helleleuchtender Hertzens-Spiegel”, 1705

O programa é transmitido semanalmente, todas as madrugadas de Sábado para Domingo, da 01:00h às 02:00h da manhã, na Golo FM.Os meus caros ouvintes podem acompanhar a transmissão do programa através da seguinte rede de emissores FM: 89.2 FM  (Grande Porto), 94.8 FM  (Oeste), 96.0 FM  (Ribatejo), 105.6 FM  (Alentejo), ou em http://www.golo.fm/dnh. A Golo FM faz bater mais forte o coração da música independente!

SAINT JULIAN on

Mixcloud-large-white-300x100