By an old light

“I’ve never been interested in the real world.”

–  Peter Whitehead

peter-whitehead

O filme “By an old light, de Dionysos Andronis, consiste num documentário realizado em Abril de 2008 e conta com as participações de Peter Whitehead e Aryan Kaganof. Este último é um realizador sul-africano, cujo filme “Western 4.33” foi exibido no passado mês de Maio no CCOP. Quanto a Peter Whitehead, não são necessárias grandes apresentações. O realizador britânico, nascido em 1937, é o principal responsável pela documentação das manifestações da Contracultura em Londres e Nova Iorque nos finais da década de 1960. Peter Whitehead, homem de mil ofícios (operador de câmera, escritor, editor, ocultista, falcoeiro na Arábia Saudita ao serviço do príncipe Khalid Al-Faisal, etc.) é essencialmente conhecido pelo seu trabalho percursor dos modernos vídeo clips (Pink Floyd e The Rolling Stones), mas também pelo filme “The Fall”, 1969.
Na minha opinião, a grande preciosidade deste documentário consiste no enfatizar de uma certeza que me acompanha há muitos anos: os revoltados de ontem, que se destacaram pelas suas acções de terror, são hoje os acomodados do presente – ou seja, os déspotas a abater.
Um último destaque vai para a banda sonora deste filme: o nipónico Masami Akita (Merzbow), o austríaco Hermann Nitsch / Der Orgien Mysterien Theather e o próprio Whitehead elevam este documento à dimensão de um objecto artístico radical.

Well met by moonlight, well met by sunlight, and well met by an old light!