O Arranca Corações # 202 “À Memória de Camões”

“Camões escreve num estilo resplandescente e bombástico – que por vezes é poesia. A língua portuguesa, pouco musical, é subjugada, e os seus acordes dissonantes harmonizados. Como retórica colorida, Os Lusíadas dificilmente será ultrapassado, em minha opinião. O encanto deve-se ao vigor do autor, à sua unanimidade, à firme convicção da glória das coisas do mundo exterior – e há igualmente um certo prazer no contacto com o tipo de espírito de Camões, o espírito de um homem com suficiente entusiasmo para escrever um poema épico em dez Cantos sem nunca se deter em qualquer tipo de reflexão filosófica. Ele é o Rubens da poesia.”
Ezra Pound, Camões

Na madrugada de Sábado para Domingo, dia 14 de Agosto, da 01:00h às 02:00h da manhã, vai para o ar mais uma emissão d’O Arranca Corações.

01 Camões-1-826x641

Luís de Camões

A próxima emissão prestará homenagem ao poeta de Portugal. Para o efeito seleccionei o REQUIEM, em dó menor, Op. 23, “À Memória de Camões”, da autoria de João Domingos Bontempo (1775-1842), numa interpretação do Coro e Orquestra Sinfónica da Rádio de Berlim. O “Requiem à Memória de Camões” segue o tradicional texto litúrgico da “Missa pro defunctis” na suas partes essenciais: Introit-Kyrie, Dies irae (Sequentia), Offertorium, Sanctus, Benedictus e Agnus Dei (este compreendendo a Communio e terminando com uma referência ao “Requiem aeternam” do início).
Os meus caros ouvintes podem acompanhar a transmissão do programa através das seguintes frequências de transmissão da NFM, ou então, se assim o preferirem, através da emissão online.

frequc3aancias-nfm

A Rádio NFM faz bater mais forte o coração da música independente!