Raw Territories Gatherings – PROGRAMA

banner-raw

Movimento e estática, electrónica e celulóide: sinais analógicos e digitais que se disseminam através de um vasto raio de alcance. Uma arena audiovisual acolhe estes Raw Territories Gatherings, iniciativa votada à experimentação e à inovação na convergência dos territórios da estética, arte, tecnologia, filosofia e misticismo. A operacionalização desta acção efectuar-se-á nos domínios da criação, criação/destruição, à medida que envereda através dos meandros de um conhecimento rizomático.
Raw Territories promove uma mostra de cinema e música, almejando desta forma contribuir para o surgimento de novos horizontes de criação subversiva num momento em que assistimos à emergência de um novo paradigma votado às disciplinas “brutas”.
As actividades desenrolar-se-ão em três locais distintos CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto, FBAUP – Faculdade de Belas Artes do Porto e Alma Porto Hostel.

Pierre-Luc Vaillancourt & Júlio Mendes Rodrigo

DSC_9746 (2)

FILMES / CONCERTOS

28 Abril
21:00H | Alma Porto Hostel
Steve Hubback (Reino Unido) + João Pais Filipe (Portugal)

29 Abril
18:00H | CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Elektro Moskva – Elena Tikhonova & Dominik Spritzendorfer / 2013 / Áustria – Rússia / 86 Tunnel Vision – Raz Mesinai & Jonathan Saldanha / 2013 / EUA – Portugal / 59 min

22:00H | CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
André Fonseca (Portugal)

30 Abril
18:00H CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Sympathy For The Devil – The True Story of The Process Church of the Final Judgment – Neil Edwards / 2015 / Reino Unido / 101 min
Kalighat Fetish –Ashish Avikunthak / 1999 / Índia / 22 min

01 Maio
18:00H CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Sub Umbra Alarum Luna – Carl Abrahamsson / 2016 / Suécia / 60 min
Western 4.33 – Aryan Kaganof / 2002 / Holanda – África do Sul / 32 min

22:00H | CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Éric Léttorneau (Canadá)

02 Maio
18:00H CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
The Needle (Igla) – Rachid Nougmanov / 1988 / Cazaquistão / 81 min
Wild East (Dikiy vostok) – Rachid Nougmanov / 1993 / Cazaquistão / 98 min

03 Maio
20:00H CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Sade’s Owl (Chuintement pour Sade) Eros Experimental Short Films, Antologia 1972 – 2014 / Bélgica – EUA – Áustria – Canadá – França / 120 min aprox. Curadoria de Pierre Rannou

04 Maio
18:00H CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Stupor Mundi
1 / Rituel de décapitation du pape
2 / Les hommes qui mangèrent la montagne
Thomas Bertay & Pacôme Thiellement / 2016 / França / 98 min.

05 Maio
18:00H CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
Decoder Musha / 1984 / Alemanha / 87 min
Towers Open Fire – William S. Burroughs & Anthony Balch / 1963 / Reino Unido / 10 min

22:00H | CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto
HOMO (Portugal)

 

PHANTOM_LIMBS_2

Vídeo Instalação Lightning Lovers
02 a 07 de Maio – Galeria Cozinha
Faculdade de Belas Artes do Porto

Conversa Pierre-Luc vaillancourt + Júlio Mendes Rodrigo
03 Maio
17:00H – Aula Magna
Faculdade de Belas Artes do Porto

Pierre-Luc Vaillancourt (Canadá)
É um realizador e investigador canadiano, radicado em Montreal. O seu trabalho, extremamente arrojado, estende-se pelos campos do cinema, do vídeo e da instalação. Os seus projectos têm sido financiados por diversas instituições, onde se incluem a European Commission, Education, Audiovisual and Culture Executive Agency (EACEA, Europe), a Russian National Centre for Contemporary Arts. Os seus filmes e vídeos têm sido apresentados em locais como o Zagreb Museum of Contemporary Art, o Lausanne Underground Film Festival, a Kiev Foundation for Contemporary Art, o Festival du nouveau cinéma de Montréal, Fylkingen em Stockholm, Aynaligecit em Istanbul, Wro Art Center em Wrocław, Uplink em Tokyo, bem como em diversos outros festivais internacionais, museus e cinematecas. Pierre-Luc Vaillancourt, participou de forma activa na criação do Kina Klub, em Misnk, Vitebsk, Gomel e Grodno na República da Bielorússia. Recentemente foi convidado para apresentar o seu trabalho na Universidade Estatal de S. Petersburgo, na Universidade Bilkent, na Slovenska Kinoteka e no Moscow Studio of Individual Directing MIR.

Júlio Mendes Rodrigo (Portugal)
Penafiel, 1973. História (FLUP), Museologia (FLUP), Arte Multimédia (FBAUP). Autor do livro Summa Techno(i)logicae, é também o apresentador do programa de rádio “O Arranca Corações”. Como resultado das investigações inerentes às suas principais áreas de interesse – a História das Ideias e a Hermenêutica Simbólica, respectivamente –, edita com regularidade em várias publicações nacionais e estrangeiras. Enquanto conferencista destacam-se a sua participação em “RUMORI – celebração dos primeiros concertos da Orquestra de Intonarumori de Luigi Russolo”, na Sonoscopia, as Aulas Abertas de Artes Cénicas, no ISMAI, bem como em diversas comunicações apresentadas na Universidade Lucian Blaga de Sibiu, na Roménia.
Actualmente administra a ANDRÓMEDA – Agenciamento & Produção. Desenvolve paralelamente funções profissionais enquanto Técnico de Galeria, Biblioteca, Arquivos e Museu, no CCOP – Círculo Católico de Operários do Porto.