Bob Bellerue n’O Meu Mercedes é Maior Que o Teu

No próximo dia 24 deste mês, uma quarta-feira, daremos início a uma nova série de programação musical. As sessões INUSITATA assumirão um carácter intermitente no tempo e no espaço. A primeira edição decorrerá no lendário O Meu Mercedes É Maior Que o Teu. Pelo seu palco já passaram nomes como Steve Mackay ou os nipónicos Acid Mothers Temple, por exemplo. Dia 24 será a vez de Bob Bellerue, músico baseado em Nova Iorque que explora as dimensões “ruídistas” da matéria sonora.

Bob Bellerue é músico e mente criativa baseado em Brooklyn, NY. Nos últimos 25 anos tornou-se uma figura incontornável espalhando o seu corpo de trabalho pela composição musical, criação e construção de instrumentos, concepções sonoras para teatro, dança, vídeo e performance. Bellerue materializa as suas ideias recorrendo a várias ferramentas, entre as quais se contam instrumentos modificados, percussão com variados objectos, field recordings e várias fontes de não-instrumentos. Entre as suas colaborações a longo prazo contam-se a coreógrafa Wanda Gala, o projecto KILT (com Raven Chacon e Sandor Finta) e também o influente artista Z’ev. O seu trabalho tem corrido mundo e já pôde ser visto no Gamelan Festival Yogyakarta, Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona, New Genre Festival, CEAIT Festival, Ende Tymes Festival, Denver Noise Fest, Experimental Intermedia, Issue Project Room, Diapason Sound Gallery, Boulder Museum of Contemporary Art, Denver Noise Festival, Olympia Experimental Music Festival, PDX Noise Festival, Rádio Epsilonia (Paris), WFMU, WKCR, WNYC, KFJC, KXLU, Rádio East Village, Universidade de Stanford, The New School, UCSD, e UCLA. A sua discografia inclui dezenas de lançamentos em editoras pertinentes como a Productions Banned, P-tapes, RRR Records, Los Discos Enfantasmes, Zelphabet, Anarchymoon, Sleepy Hollow, apenas para salientar algumas. Está também ligado à curadoria e programação através do festival Ende Tymes, que leva todos os anos a vanguarda da exploração sonora a Brooklyn.

O cartaz é da autoria da Sandra Roda e o texto é do Gabriel Mendes.

cartaz inusitata F web Bob Bellerue