O Arranca Corações # 162 “Eva prima Pandora”

“They gave Pandora a box. Prometheus begged her not to open it. She opened it. Every evil to which human flesh is heir came out of it. The last thing to come out of the box was hope. It flew away.”

― Kurt Vonnegut, “Timequake”

skull

Na madrugada de Sábado para Domingo, dia 08 de Novembro, da 01:00h às 02:00h da manhã, vai para o ar mais uma emissão d’O Arranca Corações.

Eva Prima Pandora by Jean Cousin the Elder circa 1550

“Eva prima Pandora” by Jean Cousin the Elder, circa 1550

A edição # 162 deste programa foi beber inspiração directa à obra “Eva prima Pandora”, um quadro da autoria do pintor Jean Cousin, O Velho. Esta pintura, concebida entre 1549-1550 é considerada um dos expoentes máximos da Renascença francesa. A dimensão do simbolismo mítico-religioso da obra encontra-se presente nos seguintes elementos: na caveira, na serpente que se enrola no braço, no ramo da macieira (referência directa ao Pecado Original) e na jarra, que representa, obviamente, a caixa de Pandora.
N’O Arranca Corações, como já terão depreendido, não existe lugar nem para estereótipos, nem para dogmas. Nos seus sessenta minutos de duração semanal existe somente lugar para a Arte, e de quando em vez, para a História das Ideias. Dito isto falta apenas referir que esta emissão será ilustrada musicalmente por um leque magistral de artistas. Ora, reparem: Rita Braga (nossa amiga e aliada), Odete Santos (sim, a antiga deputada à Assembleia da República pelo PCP), Bizarre Love Triangle (uma formação musical de Leiria, que nós muito apreciamos pela forma única como revisitam o repertório dos New Order), Diva (ou melhor, Natália Casanova acompanhada por Adolfo Luxúria Canibal), Anamar (com a sua voz inigualável, epítome de uma desaparecida forma de ser português/a) Mão Morta (incontornáveis Brácaros, eternamente augustos), Lara Li (a Saudosa e de Boa Memória), Manuela Moura Guedes (também ela Saudosa, mas de menos Boa Memória), Né Ladeiras (artista muito apreciada por estas bandas e antiga vocalista da Banda do Casaco) e por fim, mas nunca em último, a admirável aventura musical que dá pelo nome de La Chanson Noire (cujo mentor é o nosso caro Charles, também ele já entrevistado neste programa). Que depois ninguém venha dizer que não passa boa música na rádio, ok?🙂
Os meus caros ouvintes podem acompanhar a transmissão  do programa através  das seguintes frequências de transmissão da  NFM, ou então, se assim o preferirem, através da emissão online.

frequc3aancias-nfm

A Rádio NFM faz bater mais forte o coração da música independente!