-Orbi-ta- nº0

“The inner victory against the deepest forces that surface in one’s consciousness during times of tension and mortal danger is a triumph in an external sense, but it also the sign of a victory of the spirit against itself and of an inner transfiguration. Hence, in antiquity an aura of sacredness surrounded both the hero and the initiate to a religious or esoteric movement, and heroic figures were regarded as symbols of immortality.”

Julius Evola, “Meditations on the Peaks”

Eis uma nova iniciativa de carácter solar. Intempestiva e de periodicidade indefinida. Concepção: as mentes “alumbradas” de André Fonseca e Júlio Mendes Rodrigo. Objectivo: deambular pelas veredas do PENSAMENTO, da ACÇÃO e da CONTEMPLAÇÃO.

sol

Nesta transitoriedade permanente que é a VIDA, como sabeis, rasgam-se, e por vezes, esgravatam-se vários trilhos, únicos (e intransmissíveis). Na verdade, falo-vos simplesmente das simples existências individuais, todas elas destinadas, impreterivelmente, ao objectivo último: encher o enorme VAZIO incrustado na perenidade da procissão cíclica dos ritmos astrobiológicos.

Hoje, XVI de Julho de 2015, e.v., o Caranguejo continua a sua preparação para ceder o seu lugar a Leo, signo da majestade e da SOBERANIA (usando aqui uma expressão muito cara a Georges Bataille).

Hoje, também  faz anos o André Fonseca, e quer partilhar este momento com os seus amigos. Quer fazê-lo no Jardim do Morro do outro lado da ponte a um pequeno passeio de distância do Porto. O astro Ígneo vai brilhar em nós até desaparecer no outro lado da Terra.

Ele continuará a brilhar dentro de nós, para sempre…

Ah…antes que me esqueça, dia XXXI deste mês teremos a -Orbi-ta- nºI, em hora e local a serem anunciados muito em breve.