IURTA na Rua do Sol 172

Decorreu no Sábado passado a primeira edição do ciclo de programação musical “A Memória Inconsciente das Formas Transfiguradas”, que coincidiu igualmente com a primeira apresentação pública de Iurta [a novíssima aventura musical de J.A. (antigo mentor de Wolfskin) e de André Coelho (Sektor 304)], ambos músicos com um reconhecido percurso no domínio das sonoridades pós-industriais. Aqueles que por lá passaram ficarão indissocialvelmente ligados à memória do primeiro concerto de uma banda cujos auspícios se revelaram totalmente favoráveis.

1-IMG_7594Aproveito ainda a redacção desta entrada para deixar uma nota de agradecimento a toda a audiência que nos honrou com a sua presença. Agradeço ainda a Iurta nas pessoas de J.A. e André Coelho, bem como ao Luís Troufa pela concepção e realização dos soberbos visuais que ilustraram a performance.
Esta magnífica tarde, no entanto, não teria sido possível sem o apoio do João Ricardo, do Tó Maia, do Gabi von Dub, da  Eduarda Andresen e do Rafael Cortés, a quem deixo aqui o meu mais sincero agradecimento. Uma outra nota de gratidão é dirigida ao Círculo Católico dos Operários do Porto, pela gentil cedência do equipamento de som, bem como ao colectivo “Rua do Sol 172”, pela amável disponibilização do seu espaço. Um último agradecimento é dirigido ao meu companheiro nesta aventura “programática”. Refiro-me, obviamente, ao André Fonseca, que me incitou a aceitar este desafio.

“A Memória Inconsciente das Formas Transfiguradas” continua já no próximo dia 19 de Abril. Por favor, estejam atentos ao cartaz😉

Fotografias por Francisco Laranjeira.

2-IMG_7671 3-IMG_7595 4-IMG_7601 5-IMG_7566 6-IMG_7649 7-IMG_7615